Houston, temos um problema…

Estadão

02 Agosto 2010 | 08h22

Uma das bombas que mantém amônia circulando na Estação Espacial Internacional (ISS) para evitar que os equipamentos a bordo fiquem superaquecidos parou de funcionar no sábado. A Nasa diz que não há perigo imediato para os seis astronautas a bordo.

É possível que uma caminhada espacial de rotina, prevista para quinta-feira, seja substituída por outras duas, de emergência, a fim de retirar de seu local de armazenamento uma bomba de amônia de reserva, que fica guardada do lado de fora da ISS, e pô-la no lugar da que falhou.

A primeira caminhada envolveria a instalação da nova bomba; a segunda, dois ou três dias mais tarde, faria a conexão dos dutos de líquido e da parte elétrica. A Nasa prometeu se manifestar sobre o assunto na tarde desta segunda-feira.

ATUALIZAÇÃO: A caminhada de quinta foi mesmo “sequestrada” pela tarefa de troca da bomba de amônia. Segundo a Nasa, existem quatro bombas sobressalentes,  e todas já se encontram na ISS.

Um efeito colateral da decisão de encerrar os voos de ônibus espaciais entre 2010 e 2011 é o fato de que a maior quantidade possível de equipamento e material sobressalente já se encontra no espaço, para ser facilmente acessado sem a necessidade de lançamentos a partir da Terra.