O início do fim, de olho na previsão do tempo

Estadão

15 Dezembro 2009 | 06h57

Em teoria, este é meu último dia em Comandante Ferraz. Na madrugada de hoje para amanhã, eu, os demais jornalistas na estação e outras pessoas devemos embarcar no Ary Rongel para a travessia marítima até a base chilena Eduardo Frei, onde aguardaremos o voo da FAB que nos levará de volta ao Chile.

Tudo, no entanto, depende das condições do tempo: talvez o bote não consiga nos buscar; talvez (e aqui a chance é bem maior) o avião não encontre condições favoráveis para fazer o voo. Na verdade,  a partida no dia 16 corresponde a uma “janela” que inclui também os dias 17 e 18.

De qualquer modo, hoje tem faxina na estação depois do almoço.

Ah, sim: eu tinha prometido, dias atrás, mandar uma foto da aparência externa de Ferraz, assim que o gelo permitisse ver a estação direito. Boim, o degelo não avançou muito ainda, mas como estou de saída, eis a imagem possível:

ferraznogelo