Título do Flamengo vira festa na Antártida

Estadão

06 Dezembro 2009 | 19h19

Com muitos gaúchos e cariocas a bordo, Comandante Ferraz virou uma versão condensada dos principais interessados nos jogos deste domingo — com lances como o cientista gremista dando tapinhas nas costas do colorado e, com um sorriso largo, desculpando-se após o segundo gol do Flamengo.

mengo1

Os flamenguistas, no entanto, são franca maioria e deram o tom da festa. Homens e mulheres de camisa rubronegra acompanharam o jogo atentamente, sofrendo com cada finalização errada do time carioca, magoados com o primeiro gol da partida, marcado pelo Grêmio.

mengo2

A festa ficou tão animada que aqui, no computador da biblioteca, consegui ouvir o pessoal cantando o hino do Flamengo — a um corredor e duas portas fechadas de distância.

mengo3

Agora é hora do rancho — a janta — e a comemoração tem jeito de entrar pela refeição e seguir à noite (que, afinal, quase não se faz notar por aqui, mesmo).