Célula "ignorada" pode ser responsável pelo câncer de próstata

Pesquisa recente demonstrou que, em roedores, as células basais são danificadas geneticamente tornando-se cancerosas.

root

29 Julho 2010 | 16h36

Uma próstata saudável - um pouco maior do que uma noz - não bloqueia o caminho da urina pela uretra. Na imagem, câncer de próstata afeta o fluxo da urina.

Uma próstata saudável - um pouco maior do que uma noz - não bloqueia o caminho da urina pela uretra. Na imagem, câncer de próstata afeta o fluxo da urina.

Uma equipe do Instituto Médico Howard Hughes, e Universidade da Califórnia, nos EUA, descobriu que células até então largamente ignoradas por pesquisadores podem desencadear o câncer de próstata. A descoberta pode fornecer uma nova ferramenta para explorar as mudanças genéticas que levam a tumores malignos – um problema que causa a morte de cerca de 32 mil pessoas anualmente apenas nos EUA.

“Definimos um tipo de célula como um precursor do câncer de próstata”, explica Owen Witte, pesquisador do HHMI e responsável pelo estudo. “Agora nós podemos usar este conhecimento para encontrar caminhos genéticos que podem ser atingidas terapeuticamente para controlar a doença”.

Dois tipos de células principais compõem a próstata, uma glândula preenchida com uma rede de pequenos túbulos. Uma – conhecida como célula luminal – é responsável pela parte interna dos túbulos, produzindo fluídos e proteínas que ajudam a reprodução (principal papel da próstata). O segundo tipo de célula, as chamadas células basais, constrói a camada exterior, a base dos túbulos.

Por muito tempo o câncer de próstata esteve associado às células luminais, já que se assemelham microscopicamente às células de tumor. Mas uma pesquisa recente demonstrou que, em roedores, as células basais são danificadas geneticamente tornando-se cancerosas.

Usando marcadores, desenvolvidos ao longo de vários anos, os pesquisadores agora conseguiram separar os dois tipos de células em amostras de tecidos humanos. Eles inseriram vetores virais e modificaram alguns genes conhecidamente relacionados ao câncer de próstata nas duas populações de células.

“Em nosso modelo experimental, células basais mostraram a capacidade de formar a doença que se parece com o que vemos nos seres humanos”, explica Andrew Goldstein, primeiro autor do artigo publicado na Science. “Nós nos sentimos muito confiantes de que temos algo que gerou algo muito semelhante ao câncer de próstata humano. Concluímos que as células basais podem ser uma fonte da doença”.

Veja também:

Câncer de próstata: descoberta pode levar a drogas mais potentes
Indivíduos com histórico de asma e eczema têm menos risco de câncer
Estatinas podem reduzir risco de recorrência de câncer de próstata
Cientistas descobrem forma mais eficiente de tratar o câncer de próstata
Droga que diminui tumores benignos reduz riscos de câncer de próstata
Drogas anti-HIV podem combater vírus associado ao câncer de próstata

Leia mais sobre: câncer.