Chandra mostra torrente de formações estelares na galáxia Messier 82

Região apresenta condições muito semelhantes às que o universo tinha quando era muito jovem, com diversos berçários estelares.

root

14 Janeiro 2011 | 11h39

Crédito: NASA/CXC/Wesleyan/R.Kilgard.

Crédito: NASA/CXC/Wesleyan/R.Kilgard.

Uma nova imagem obtida pelo observatório Chandra mostra a formação de estrelas na galáxia Messier 82 (M82), localizada a cerca de 12 milhões de anos-luz da Terra. A região tem condições muito semelhantes às que o universo tinha quando era muito jovem, com muitos berçários estelares.

A M82 é uma galáxia conhecida por suas explosões de estrelas, formando-se em taxas centenas de vezes maiores do que em outras galáxias. A explosão do nascimento de estrelas pode ser causada por um encontro próximo ou colisão com outra galáxia, que envia ondas de choque. No caso da M82, os astrônomos achama que uma “rajada” de uma galáxia vizinha pode ter desencadeado esta torrente de eventos.

Entre os 104 pontos – fontes de raio-x captados pela imagem -, oito são muito brilhantes e sofrem alterações claras no brilho por curto período de semanas ou anos. Isso significa que são excelentes candidatos a buracos negros, puxando material de estrelas companheiras muito mais massivas do que o Sol.

Este tipo de observação ajuda pesquisadores a compreenderem com que rapidez as supernovas explodem em galáxias deste tipo. Quando as ondas de choque se deslocam através da galáxia, elas empurram nuvens gigantes de gás e poeira, induzindo a formação de grandes estrelas. Estas, por sua vez, usam seu combustível rapidamente e explodem como supernovas. As supernovas produzem bolhas de gás em expansão que se estendem por milhões de anos-luz de distância a partir do disco da galáxia. Isso pode ser visto como as grandes áreas vermelhas no canto superior direito e inferior esquerdo da imagem.

many
Credit: NASA / CXC / Wesleyan / R.Kilgard.