Cientistas desvendam mistério das teias de aranhas tecelãs

Decorativas cruzes de seda branca são tecidas por aranhas de teias orbiculares. Pesquisares descobrem a razão de tanto capricho.

taniager

31 Maio 2011 | 13h27

Crédito: University of Melbourne.

Crédito: University of Melbourne.

Sabe-se que aranhas tecelãs constroem teias para capturar suas presas. Algumas chamam mais nossa atenção por serem exímias decoradoras de teias orbiculares. O porquê de tanto capricho era um mistério que somente foi desvendado agora. Um estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Melbourne na Austrália mostrou que as decorativas cruzes de seda branca são uma engenhosa tática usada por aranhas de teias orbiculares para proteger suas teias de danos.

A equipe, liderada pelo Dr. Andre Walter e Professor Mark Elgar do departamento de Zoologia da Universidade de Melbourne, descobriu que as grandes cruzes elaboradas por estas aranhas é uma resposta aos graves danos as suas teias. Mas se o estrago é leve, estes aracnídeos dispensam a decoração extra.

Elgar explica que uma teia danificada é muito custosa para as aranhas, pois o reparo exige uma grande quantidade de recursos nutricionais. Assim, elas desenvolveram uma forma engenhosa para minimizar os indesejados prejuízos. Fazendo uma comparação, é o mesmo que marcar vidros com fitas adesivas em forma de cruz para evitar que pessoas os atravessem.

Crédito: University of Melbourne.

Crédito: University of Melbourne.

A equipe coletou um grupo de aranhas de teias orbiculares e as deixou construírem suas teias em laboratório. Algumas das teias concluídas foram severamente danificadas, outras levemente danificadas e as demais permaneceram intocadas. Observando as respostas das aranhas, os pesquisadores constataram que as atividades decorativas eram realizadas somente em teias com grande avaria.  Este fato sugere que a construção de cruzes de seda serve para tornar a teia mais visível para animais que poderiam caminhar ou voar em sua direção acidentalmente.

Veja também:

Bizarras e engraçadinhas: as dez espécies mais interessantes de 2009
Insetos e crustáceos têm origem em ancestral comum
Foto de formiga com peso cem vezes maior que o seu ganha prêmio
Aves podem indicar perdas de espécies e extinção em massa
Biólogos marinhos encontram nova espécie em vala profunda do oceano