Vitamina B6 pode reduzir risco de câncer de pulmão em até 50%

Conhecida também como piridoxina, a vitamina favorece a respiração das células e ajuda no metabolismo de proteínas e aminoácidos.

root

15 Junho 2010 | 20h08

Farelo e germe de trigo são fontes naturais de vitamina B6, também conhecida como piridoxina.

Farelo e germe de trigo são fontes naturais de vitamina B6, também conhecida como piridoxina.

Uma pesquisa envolvendo quase 400 mil pessoas mostra que altos níveis de vitamina B6 podem proteger contra o câncer de pulmão – mesmo em que é fumante. Conhecida também como piridoxina, a vitamina favorece a respiração das células e ajuda no metabolismo de proteínas e aminoácidos, sendo encontrada no levedo de cerveja, farelo de trigo, melão, repolho, leite, ovos e carnes.

Pesquisas anteriores já mostraram que a deficiência de vitamina B6 pode aumentar a probabilidade de danos no DNA e mutações. A pesquisa atual envolveu participantes de dez países europeus, entre 1992 e 2000. Casos de câncer foram relatados em pessoas com níveis menores de vitamina B6, e o menor risco foi associado a altos índices de metionina. O folato também pode ter uma relação em fumantes e ex-fumantes.

Os resultados sugerem que níveis elevados de vitamina B6 e metionina estão relacionados a uma redução de pelo menos 50% no risco de uma pessoa desenvolver câncer de pulmão. A associação com o folato diminuiu em dois terços o risco da doença.

O trabalho foi conduzido por Paul Brennan, da Agência Internacional para Pesquisa em Câncer em Lyon, França, e publicado hoje no Journal of the American Medical Association (JAMA).

Veja também:

Brasileiros identificam biomarcador para prognóstico de câncer de pulmão
Cartilagem de tubarão é ineficaz contra câncer de pulmão
Pesquisadores encontram microRNA envolvido na fibrose pulmonar
Duas enzimas podem reforçar terapia contra câncer de pulmão
Peptídeo pode aumentar sobrevida de pacientes com pulmões transplantados
Fiocruz desenvolve kit para diagnóstico rápido da tuberculose
Tecidos de pulmão são recuperados em ratos com transplante de células
Identificadas variantes de cinco genes associados à saúde do pulmão