Animal manipulado do lado direito ao nascer evita contato quando adulto

Trabalho levanta a questão dos cuidados neonatais, uma vez que a manipulação do corpo ao nascer tem consequências na vida adulta.

taniager

10 Dezembro 2010 | 16h35

Uma pesquisadora manipula o lado direito do rosto de um potro vigorosamente. Crédito: Séverine Henry/ CNRS.

Uma pesquisadora manipula o lado direito do rosto de um potro vigorosamente. Crédito: Séverine Henry/ CNRS.

Pesquisadores franceses descobriram que estímulos de tato do ser humano em animais recém-nascidos em diferentes lados do corpo interferem na forma como o animal quando adulto reage ao contato com o homem. Os resultados das experiências realizadas com potros no laboratório de Etologia animal e humana da Universidade de Rennes/CNRS, França, foram publicados na revista Biology Letters recentemente. Os trabalhos levantam a questão dos cuidados neonatais com os animais e seres humanos, uma vez que a manipulação do corpo ao nascer tem consequências para a vida adulta.

Os animais manipulados do lado direito evitavam mais o ser humano, que aqueles que receberam estímulos do lado esquerdo ou nenhum estímulo.

As experiências mostraram que alguns eventos no início da vida são cruciais para o desenvolvimento comportamental e neurológico de animais e podem ter um impacto considerável na organização e desenvolvimento da assimetria do cérebro. O impacto tem maior ou menor importância, conforme o lado onde os estímulos são aplicados.


Agora, os cientistas irão analisar esta sensibilidade unilateral em recém-nascidos em maternidades, a fim de propiciar melhorias de cuidado neonatal em seres humanos para o bem-estar das crianças.

Adult behavior is a consequence of the stimulated side of the body skin
Adult behavior is due to the side of the body stimulated by touch at birth
Action and reaction: adult behavior is due to the side of the body stimulated by touch at birth
to
birth
Side of the body stimulated may