Consumo de chocolate diminui risco de ataque cardíaco e derrame

Um tablete ao dia reduz significativamente as chances de sofrer doenças cardíacas, além de manter a pressão arterial em níveis saudáveis.

root

05 Abril 2010 | 13h01

Pequenas quantidades de chocolate podem ajudar a prevenir o ataque cardíaco, mas apenas se substituirem outros alimentos altamente calóricos.

Pequenas quantidades de chocolate podem ajudar a prevenir o ataque cardíaco, mas apenas se substituirem outros alimentos altamente calóricos.

Está preocupado porque não resistiu ao mais saboroso símbolo da Páscoa? Não se preocupe: talvez o pedacinho que você roubou dos ovos da criançada tenha feito mais bem do que mal. Uma pesquisa realizada pelo Instituto Alemão de Nutrição Humana com quase 20 mil pessoas mostra que um tabletinho de chocolate ao dia pode reduzir consideravelmente as chances de infarto ou derrame (menos 39% de chance) e ainda mantém sua pressão arterial reduzida.

“Pequenas quantidades de chocolate podem ajudar a prevenir o ataque cardíaco, mas apenas se substituir outro alimento altamente calórico, como salgadinhos, de forma a manter o corpo estável”, ressalta Brian Buijisse, autor da pesquisa.

Embora sejam necessárias mais pesquisas, o trabalho de cerca de dez anos sugere que o flavonol do cacau pode ser responsável pelos efeitos benéficos do chocolate. Uma vez que há mais cacau no chocolate escuro, este parece ser a guloseima mais adequada para quem quer manter o coração saudável.


“Flavanoides parecem ser as substâncias presentes no cacau que são responsáveis pela melhora da disponibilidade de óxido nítrico das células que revestem a parede interna dos vasos sanguíneos – as células endoteliais vasculares”, explica Buijisse. “O óxido nítrico também melhora a função das plaquetas, tornando o sangue menos viscoso, e faz com que o endotélio vascular seja menos prejudicado”.

Veja também:

Médicos podem prever melhor os efeitos do AVC com nova técnica
Consumo de ibuprofeno pode reduzir risco de Parkinson em até 40%
Menopausa: terapia hormonal deve ser feita por um período específico
Segredo do churrasco e da saúde pode realmente estar no tempero
Cuidado com a carne: dieta rica em metionina pode aumentar risco de Alzheimer