Datação por carbono-14 fornece cronologia exata de faraós e construção de pirâmides no Egito

root

18 Junho 2010 | 11h37

Pirâmide atribuída ao reinado de Djoser, segundo faraó da Terceira Dinastia do Império Antigo no Egito. Crédito: Wikipedia.

Pirâmide atribuída ao reinado de Djoser, segundo faraó da Terceira Dinastia do Império Antigo no Egito. Crédito: Wikipedia.

Uma equipe internacional conseguiu traçar a cronologia exata dos reis do antigo Egito. Fazendo análises de radiocarbono de restos vegetais, um dos períodos mais importantes da história egípcia foi datado minuciosamente – dando precisão a episódios que egiptólogos costumavam invocar com diferentes cronologias.

A datação por radiocarbono, conduzido pelo professor Christopher Ramsey, da Universidade de Oxford, no Reino Unido, resultou em um artigo publicado na Science. Os resultados têm implicações importantes, porque conseguem mostrar exatamente que governos tiveram relações com reinados vizinhos e, também, podem dar maior precisão à história das próprias pirâmides.

O trabalho mostra que no Reino Antigo, o faraó Djoser, por exemplo, governou entre 2691 e 2625 a.C – cerca de 50 a cem anos mais cedo do que acreditavam. Era dada a ele a “autoria” da primeira pirâmide construída. Além disso, o estudo sugere que o início do Novo Reino pode ter acontecido um pouco antes.


Para chegar aos resultados, o time usou o OxCal, um programa de computador (elaborado pelo professor Ramsey) que fornece uma calibração do radiocarbono e análise de dados ambientais e cronologia arqueológica. A análise foi realizada em sementes, cestos, tecidos, caules de plantas e frutas recolhidas em diferentes museus no mundo.

“Pela primeira vez a datação por radiocarbono tornou-se suficientemente precisa para restringir a história do Egito Antigo para datas muito específicas”, diz Ramsey.

Veja também:

Goodyear é o inventor da vulcanização? Tem gente que discorda
Consumo de peixe pode ter aumentado o cérebro de hominídeos
Estátuas caídas na Ilha de Páscoa não foram abandonadas no caminho
Nova espécie de ancestral humano é identificada por antropólogos