Diferença de idade do casal reduz expectativa de vida das mulheres

Homem é beneficiado se esposa for mais jovem: risco de mortalidade diminui 11%. Elas têm risco maior se o parceiro for mais velho ou mais novo.

root

12 Maio 2010 | 15h14

A expectativa de vida da mulher é menor quanto maior for a diferença de idade do marido – independente de ele ser mais novo ou mais velho.

A expectativa de vida da mulher é menor quanto maior for a diferença de idade do marido – independente de ele ser mais novo ou mais velho.

Pesquisas anteriores já demonstraram que o casamento pode ter efeitos benéficos nas pessoas, aumentando a expectativa de vida. Agora, dados publicados pelo Instituto Max Planck mostram que as coisas não são bem assim – especialmente para elas. Se é verdade que homens casados com mulheres mais jovens vivem mais, o oposto não é verdadeiro: esposas tendem a viver menos, sejam mais novas ou mais velhas do que eles.

Homens que são casados com mulheres pelo menos sete anos mais jovens reduzem o risco de mortalidade em 11%, em comparação com casais em que ambos têm a mesma idade. Além disso, eles tendem a morrer mais cedo se a cônjuge é mais velha.

Entre as teorias para explicar os dados estatísticos, estaria o fato de que homens que casam com mulheres mais novas têm, de alguma forma, mais saúde – e naturalmente a expectativa de vida é maior. Outro argumento é que parceiros mais novos poderiam atuar positivamente na mente do parceiro, ou serem melhores cuidadores na velhice.

Embora se acreditasse que os efeitos valeriam para ambos os sexos, o trabalho em questão indica que estas teorias devem ser reconsideradas. “Parece que as razões para as diferenças de mortalidade devido à diferença de idade dos cônjuges permanecem obscuras”, diz Sven Drefahl, envolvido no estudo.

Mais velho ou mais novo: não importa

A expectativa de vida da mulher é menor quanto maior for a diferença de idade do marido – independente de ser mais nova ou mais velha. Esposas mais velhas, com sete a nove anos a mais do que o parceiro, tendem a ter o risco de mortalidade aumentado em 20%. Em mulheres sete e nove anos mais nova o risco é aumentado em apenas 11%.

Apesar de o estudo mostrar desvantagens no casamento entre pessoas com muita diferença de idade, ser casado aumenta a expectativa de vida de homens e mulheres em relação aos que permanecem solteiros. Além disso, mulheres em geral vivem mais.

Veja também:

Estudo com centenários mostra que perspectiva feliz prolonga a vida
Leve a sério: a sua felicidade realmente depende da dos outros
Idade subjetiva afeta mais habilidade cognitiva do que idade cronológica