Pesquisadores mostram que ratos também têm expressão facial de dor

Trabalho resulta em "equivalência" para respostas humanas ao "sofrimento". Descoberta pode ajudar na criação de novos analgésicos.

root

09 Maio 2010 | 22h31

Pesquisadores analisaram imagens de ratos antes e depois do

Pesquisadores analisaram imagens de ratos antes e depois do "estímulo" de dor.

Pesquisa liderada pela Universidade McGill, no Canadá, mostra que ratos também manifestam expressões faciais quando sentem dor. A descoberta, mais do que curiosa, pode ser utilizada para o desenvolvimento de medicamentos analgésicos, além de evitar que animais sofram desnecessariamente durante experimentos.

A maioria das experiências realizadas em pesquisas utiliza modelos de roedores. Identificar a resposta da dor pela expressão pode ajudar cientistas a entender um das mais importantes características da dor crônica: a dor espontânea.

“A escala (Mouse Grimace Scale) fornece um sistema de medição que irá tanto acelerar o desenvolvimento de novos analgésicos para humanos, mas também eliminar sofrimento desnecessário em ratos de laboratório durante pesquisas biomédicas”, diz Jeffrey S. Mogil, responsável pelo trabalho. “Também há importantes implicações para a melhoria dos cuidados veterinários em geral”.

Para construirem uma escala “equivalente” às expressões faciais humanas, os pesquisadores analisaram imagens de ratos antes e depois de estímulos de dor – como, por exemplo, a injeção de substâncias inflamatórias que são usadas no mundo todo para testar a sensibilidade dos roedores à dor. Cinco expressões principais foram estabelecidas e “traduzidas” para as manifestações faciais observadas em humanos.

Veja também:

Fetos do sexo masculino respondem de forma diferente ao estresse
Acupuntura desativa áreas do cérebro que estão associadas a dores