Exercícios antes da menopausa previnem osteoporose

Pesquisa mostra que perda da densidade óssea é menor em mulheres submetidas a atividades físicas regulares antes da menopausa.

root

26 Abril 2010 | 12h24

“Acreditamos que níveis mais elevados de FSH causam a diminuição da densidade mineral óssea, influenciando a produção de citocinas”, explica Joseph Cannon, responsável pela pesquisa. Crédito: MCG News.

“Acreditamos que níveis mais elevados de FSH causam a diminuição da densidade mineral óssea, influenciando a produção de citocinas”, explica Joseph Cannon, responsável pela pesquisa. Crédito: MCG News.

Não é do dia para a noite que a osteoporose surge no corpo, embora a menopausa seja uma fase da vida que favorece o aparecimento dos sintomas. Os exercícios, no entanto, podem mudar o rumo das coisas: pesquisadores do Medical College of Georgia, nos EUA, afirmam que o declínio da densidade óssea começa bem antes da queda nos níveis de estrogênio e que atividades físicas podem interferir neste processo.

De acordo com Joseph Cannon, responsável pela pesquisa, explica que a mulher passa a perder densidade óssea quando os níveis de hormônio folículo estimulante (FSH), liberados pela glândula pituitária para auxiliar a regulação da função ovariana, aumentam.

“Acreditamos que níveis mais elevados de FSH causam a diminuição da densidade mineral óssea, influenciando a produção de citocinas”, explica Cannon. As citocinas são proteínas reguladoras produzidas pelas células brancas do sangue. Uma em particular, a interleukina-1, induz certas células a se transformarem em osteoclastos, que são reabsorvidos pelo osso.


Para a pesquisa, envolvendo 36 mulheres entre 20 e 50 anos, os cientistas correlacionaram níveis mais elevados de FSH com a baixa densidade óssea. Eles também descobriram que participantes que se exercitaram mais de duas horas por semana tinham maior densidade óssea.

“Nosso trabalho fornece mais evidências de que a atividade física é importante para manter a densidade óssea”, ressalta Cannon. “É uma questão de ‘use ou perca’”. Os resultados do estudo indicam que o exercício parece promover fatores inibitórios que ajudam a manter a interleucina-1 e a destruição do osso sob controle.

Veja também:

Pesquisadores desenvolvem novo teste para o diagnóstico da artrose
Menopausa: terapia hormonal deve ser feita por um período específico
Menopausa: terapia hormonal deve ser feita por um período específico
Gel recupera cartilagem com ajuda de células-tronco do organismo
Meninas com anorexia nervosa têm mais gordura na medula óssea