Cartilagem de tubarão é ineficaz contra câncer de pulmão

Há tempos o consumo do extrato esteve associado a melhoras de pacientes com câncer; estudo mostra que não há melhoras significativas.

root

27 Maio 2010 | 15h50

Ideia de que o extrato de cartilagem do tubarão poderia ser benéfico em pacientes com câncer partiu de uma teoria - comprovadamente equivocada - de que este animais não desenvolvem a doença.

Ideia de que o extrato de cartilagem do tubarão poderia ser benéfico em pacientes com câncer partiu de uma teoria - comprovadamente equivocada - de que este animais não desenvolvem a doença.

O extrato da cartilagem do tubarão não oferece nenhum benefício como agente terapêutico para o câncer de pulmão, segundo pesquisadores do MD Anderson Cancer Center, da Universidade do Texas, EUA. Há muito tempo o consumo do extrato foi associado a melhoras de pacientes com câncer, e a associação popular partiu do fato de que tubarões raramente sofrem da doença – podendo, de alguma forma, indicar a presença de algum inibidor natural contra o problema.

“Este é o primeiro grande ensaio de fase III randomizado que avalia a cartilagem de tubarão como um agente contra o câncer”, diz Charles Lu, principal pesquisador. “Uma aspecto único e importante sobre o estudo de cartilagem de tubarão é que o produto Neovastat nunca foi vendido deliberadamente, ao contrário de outros compostos de cartilagem de tubarão anteriormente estudados”.

Os resultados do estudo, envolvendo 379 indivíduos com câncer de pulmão em 53 locais dos EUA e Canadá entre 2000 e 2006, mostram que não houve diferença significativa na sobrevida dos pacientes que receberam doses diárias do extrato e o grupo de controle. “Estes resultados demonstram claramente que o AE-941 não é um agente terapêutico eficaz para o câncer de pulmão”, explica Lu. “Então, estes resultados lançam ceticismo sobre produtos que estão sendo vendidos para o lucro e não têm dados para apoiar a sua eficácia como agente anticancerígeno”.

Veja também: