Feto exposto a bisfenol A tem risco maior de câncer na maturidade

Bisfenol A também está presente em muitos materiais plásticos, como algumas mamadeiras. Especialistas alertam para o risco de câncer.

root

28 Maio 2010 | 19h27

Bisfenol A também está presente em muitos materiais plásticos, como algumas mamadeiras. Especialistas alertam para o risco de câncer associado ao produto químico. Crédito: Yale School of Medicine.

Bisfenol A também está presente em muitos materiais plásticos, como algumas mamadeiras. Especialistas alertam para o risco de câncer associado ao produto químico. Crédito: Yale School of Medicine.

Indivíduos expostos no útero a químicas como o bisfenol A (BPA) e dietilestilbestrol (DES) podem ter um risco maior para o câncer de mama. Um estudo realizado por pesquisadores da Escola de Medicina da Universidade de Yale mostra que estes produtos químicos podem desregular a função endócrina, interferindo no bom funcionamento dos hormônios. Os resultados podem ser vistos no desenvolvimento, reprodução, sistema neurológico e imunológico.

O bisfenol A é um estrogênio fraco e o dietilestilbestrol é um estrogênio forte, mas os dois podem ter efeitos profundos sobre a expressão gênica. Experiências com roedores mostram que a prole de animais expostos a ambos tem altos níveis de EZH2, uma proteína que controla a expressão de todos os genes e que em excesso está associada a um risco elevado de câncer de mama em humanos.

“Os resultados mostram que todos os estrogênios, até os mais fracos, podem alterar o desenvolvimento da mama e colocar nossas crianças em risco”, diz Hugh S. Taylor, responsável pela pesquisa. “Pode acontecer de não sermos capazes de ver os efeitos finais desta exposição até que nossas crianças atinjam uma idade em que o câncer de mama costuma aparecer”.

Veja também:

Exposição ao bisfenol A pode desencadear problemas de fertilidade
Consumo de álcool na adolescência aumenta risco de câncer de mama
Álcool na gravidez aumenta risco de leucemia mieloide aguda