Frutas roxas protegem contra Alzheimer, esclerose e Parkinson

Frutas e vegetais são uma excelente fonte de quelantes – nutrientes que podem tornar ligações do ferro no organismo mais fortes

root

08 Dezembro 2010 | 12h50

Frutas roxas protegem contra doenças ao firmar ligações do ferro no organismo. Crédito: University of Manchester.

Frutas roxas protegem contra doenças ao firmar ligações do ferro no organismo. Crédito: University of Manchester.

Uma alimentação rica em frutas roxas, como amores, e a ingestão frequente de chá verde podem ajudar a afastar doenças como o Alzheimer, esclerose múltipla e o Parkinson.

Uma pequisa da Universidade de Manchester, no Reino Unido, mostra que a maioria das doenças debilitantes são, em parte, causadas por ligações pobres de ferro, resultando na produção de toxinas perigosas (chamadas de radicais hidroxila) que podem reagir com os componentes de sistemas vivos. Frutas e vegetais são uma excelente fonte de quelantes – nutrientes que podem tornar estas ligações mais fortes.

Apesar dos resultados, os benefícios amplamente divulgados do vinho tinto parecem funcionar de uma forma diferente. A associação da pesquisa é válida apenas para doenças que absorvem o ferro de uma maneira errada. O estudo também dá pistas cruciais sobre como prevenir ou atrasar os sintomas de doenças degenerativas.


A vitamina C, por exemplo, é sempre associada à capacidade do organismo se defender contra toxinas e doenças. Entretanto, em excesso, pode ter efeito oposto ao pretendido se a ligação do ferro estiver comprometida. Desta maneira, apenas se as ligações de ferro estão funcionando de forma adequada a vitamina será eficaz.

“Muito da biologia moderna tem se preocupado com o papel de diferentes genes em doenças humanas”, explica Douglas Kell, responsável pelo artigo publicado na revista Archives of Toxicology. “Podemos ter esquecido a importância do ferro porque não há gene para o ferro. O que tenho em destaque neste trabalho é, portanto, uma área crucial para uma investigação mais aprofundada, já que muitas previsões simples acompanham a análise”.

Leia também:

Células-troncos podem ser ativadas para reparar danos da esclerose
Vitamina B12 pode realmente reduzir risco de desenvolver Alzheimer
Composto de pimentão reduz déficit de memória no envelhecimento
Suplementos de vitamina B podem desacelerar atrofia do cérebro
Uso de vitamina A por lactante aumenta chances de bebê contrair HIV