Fungo carrega "arma secreta" para camuflar invasão no organismo

Proteína faz invasão passar despercebida pelo sistema imunológico. Trabalho pode render novos métodos de combate na agricultura e saúde.

root

20 Agosto 2010 | 16h28

Como os fungos são capazes de infectar plantas, animais e seres humanos apesar de todo o exército do sistema imunológico? De acordo com um time da Universidade de Wageningen, eles secretam uma proteína capaz de camuflar a invasão, tornando invisíveis os seus “blocos de construção” na parede celular.

Em tomates, por exemplo, o sistema imunológico reconheceria a invasão do fungo Cladosporium fulvum, pela presença de fragmentos de quitina – derivados da parede celular fúngica -, iniciando o ataque. Entretanto, muitos fungos carregam uma arma secreta: a proteína ECP6 (proteína extracelular 6).

Ela encontra fragmentos de quitina que cercam o fungo e os une, fazendo com que os sinais de infecção passem despercebidos pelo organismo. O alarme para o sistema imunológico não é acionado. Resultado: a planta fica doente.

Como fungos de animais e de seres humanos também produzem esta proteína, é provável que o mesmo mecanismo esteja por trás da infecção. Experiências demonstraram que quando o fungo não produz a ECP6, ele é bem menos agressivo, e menos capaz de causar doenças em tomateiros. Esta compreensão pode abrir o caminho para o desenvolvimento de novos métodos de combate a fungos tanto na agricultura como na saúde.

Os resultados do trabalho foram relatados hoje na Science.

Veja também:

Método agiliza diagnóstico em pacientes com baixa resistência
Medicamentos contra o câncer podem agir contra parasitas da leishmaniose
Mapa de proteína do vírus da herpes pode levar a novos tratamentos
Identificado “gatilho” que induz células a produzirem anticorpos potentes
Vermes pode ajudar desenvolmento de sistema imunológico funcional