Mulheres com anorexia são mais propensas a gravidez indesejada

Anorexia é um distúrbio alimentar causado por uma doença complexa, envolvendo componentes psicológicos, sociais e fisiológicos.

root

31 Outubro 2010 | 12h54

A anorexia é um distúrbio alimentar causado por uma doença complexa, envolvendo componentes psicológicos, sociais e fisiológicos, caracterizada por insuficiente dieta alimentar.

A anorexia é um distúrbio alimentar causado por uma doença complexa, envolvendo componentes psicológicos, sociais e fisiológicos, caracterizada por insuficiente dieta alimentar.

Um estudo recente de pesquisadores noruegueses e da Universidade da Carolina do Norte, nos EUA, descobriu que  mulheres com anorexia nervosa são muito mais propensas a ter gravidez indesejada e abortos provocados do que mulheres que não têm o grave transtorno alimentar. Isso pode decorrer da crença equivocada de que mulheres anoréxicas não podem engravidar, porque podem ou não ter períodos menstruais, ou estão tendo períodos menstruais irregulares.

“A anorexia não é um contraceptivo. Só porque você não está menstruando, ou está menstruando irregularmente, não significa que você não corre o risco de engravidar”, diz Cynthia M. Bulik, principal responsável pelo estudo e diretora da UNC Eating Disorders Program. “Médicos e outros profissionais da saúde precisam estar bem cientes disso. Esses profissionais que tratam de mulheres e adolescentes, especificamente, precisam conversar sobre sexualidade e contracepção com as pacientes com anorexia, de forma muito clara, como fazem com todas as outras pacientes. A triagem para distúrbios alimentares durante a consulta pré-natal seria um excelente primeiro passo, pois os médicos precisam saber quando suas pacientes têm esse tipo de distúrbio, a fim de prestar os cuidados adequados”.

As diferenças entre as mulheres com anorexia e mulheres sem transtorno alimentar foram surpreendentes. A idade média das mães, no momento do parto, foi de 26,2 anos em mulheres com anorexia, comparado com 29,9 anos no grupo de mulheres sem os transtornos. Cinquenta por cento das mulheres com anorexia relataram gestações não planejadas, em comparação com 18,9%, enquanto 24,2% das mulheres com anorexia relataram aborto induzido, no passado, comparado a 14,6%.