Obesidade pode proteger idosos acima dos 85 anos de idade

Obesidade pode proteger idosos acima dos 85 anos de idade

Da redação

28 Fevereiro 2012 | 18h16


Ficamos mais sábios quando envelhecemos, mas essa não seria a única vantagem de assumir a bengala de vez: uma pesquisa realizada pela Universidade de Tel Aviv, em Israel, mostra que gordura em excesso – tão enfaticamente condenada quando somos jovens – poderia ter um efeito protetor em idosos acima dos 85 anos de idade. Ou seja, é justamente na velhice que uma pessoa pode se orgulhar de exibir um corpinho mais rechonchudo. Um artigo sobre o trabalho foi publicado no periódico científico especializado Journal of Aging Research.

A obesidade pode diminuir o tempo de vida de uma pessoa em até sete anos, porque aumenta o risco para diversas doenças, como diabetes, hipertensão e câncer. Idosos gordos que ‘passaram por cima dessas ameaças,’ no entanto, têm uma tendência menor à osteoporose –  o que indiretamente reduz a incidência de quedas e lesões -, possuem energia para gastar em momentos de trauma, estresse ou diminuição de apetite. Contudo, alertam os médicos, vida mais longa não necessariamente significa qualidade de vida. Também é preciso colocar na balança a questão da mobilidade e da dor.

Veja também:

Gordos apresentam flora intestinal diferente da de magros
Alimentos com ‘gordura zero’ podem contribuir para a obesidade
Não é falta de vontade: células cerebrais podem determinar a obesidade

Mais conteúdo sobre:

Envelhecimento -Obesidade -Velhice