Peixe-arqueiro mostra adaptação animal a diferentes campos de visão

Pesquisadores descobriram que o sofisticado peixe Toxotidae sincroniza cones e bastonetes de forma diferente através da retina.

root

28 Abril 2010 | 20h06

Peixe-arqueiro sincroniza cones e bastonetes de forma diferente através da retina. Crédito: Dr Shelby Temple/ The University of Western Australia.

Peixe-arqueiro sincroniza cones e bastonetes de forma diferente através da retina. Crédito: Dr Shelby Temple/ The University of Western Australia.

A capacidade que um peixe tem de enxergar dentro e acima da superfície da água (possibilitando a “caça” de insetos voadores) pode dar pistas sobre a visão em todo o reino animal. Um trabalho realizado por pesquisadores da Universidade da Austrália Ocidental e Universidade de Queensland analisou a habilidade do peixe-arqueiro, fornecendo insights sobre a variabilidade intraretinal, adaptação que permite ao animal lidar com diferentes campos de visão.

Através de microespectrofotometria, os pesquisadores descobriram que o Toxotidae, um dos predadores mais sofisticados das águas por ser capaz de atingir o alvo com um jato d’água, sincroniza cones e bastonetes de forma diferente através da retina. Uma maneira de atender as diferenças espectrais apresentadas dentro e fora da água.

“Se o que foi constatado estiver presente em outras espécies, este nível de plasticidade visual poderá explicar como peixes teleósteos conseguiram se adaptar com êxito a quase todos os ambientes aquáticos da Terra”, diz Shaun Collun, professor de biologia animal da universidade.


Além de ajudar pesquisadores na compreensão da movimentação de animais debaixo d’água e em relação à vantagem seletiva, o trabalho pode oferecer novas abordagens para elaboração de veículos subaquáticos que naveguem em ambientes com diferentes intensidades de luz.

Veja também:

Borboletas com gene duplicado enxergam e possuem pigmentos UV
Elefantes têm sinal específico para alertar sobre presença de abelhas
Fêmeas com múltiplos parceiros garantem sobrevivência da espécie
Abelhas preferem flores com néctar que possui nicotina e cafeína
Olho biônico deixa a ficção para se tornar realidade em breve
Células-tronco recuperam visão de roedores com retinite pigmentosa
De olhos bem abertos: esteroides contra retinopatia diabética