Pesquisadores encontram microRNA envolvido na fibrose pulmonar

Doença que causa cicatrizes no pulmão não tem causa bem definida e este é o primeiro estudo a analisar microRNAs relacionados.

root

29 Abril 2010 | 15h57

MicroRNAs são pequenos RNAs, com cerca de 20 a 22 nucleótidos, resultantes da clivagem de um RNA maior não codificante que possui uma estrutura secundária em gancho.

MicroRNAs são pequenos RNAs, com cerca de 20 a 22 nucleótidos, resultantes da clivagem de um RNA maior não codificante que possui uma estrutura secundária em gancho.

Pesquisadores da Universidade de Pittsburgh, nos EUA, demonstraram que um pequeno pedaço de RNA desempenha um papel importante no desenvolvimento da fibrose pulmonar idiopática, problema crônico, progressivo e letal, normalmente caracterizado por cicatrizes nos pulmões. A doença não tem causa definida e este é o primeiro estudo a analisar microRNAs relacionados.

“Nossa pesquisa indica que as alteração no microRNA também contribuem para a fibrose pulmonar idiopática”, diz Kaminski Naftali, professor de medicina da universidade. Os pesquisadores avaliaram os perfis de microRNAs em amostras de tecido pulmonar saudável e amostras de tecidos afetados pelo problema. Dez por cento dos microRNAs eram diferentes entre as amostras.

A equipe observou uma quantidade diminuída do microRNA let-7d, descobrindo que não havia praticamente nenhuma expressão do mesmo na fibrose ou regiões da cicatriz. Outras experiências mostraram que os let-7d são inibidos pela citosina TGF-beta, uma proteína de sinalização que promove o desenvolvimento de vários caminhos para a doença. Experiências com ratos confirmaram os indícios.


“Estes estudos sugerem que, aumentando o let-7d no pulmão, podemos ser capazes de retardar ou mesmo impedir a fibrose pulmonar”, acrescenta Kaminski. “Nosso próximo desafio é desenvolver métodos que permitam fazer isso de forma segura, para que possamos testar seu valor terapêutico”.

Veja também:

Duas enzimas podem reforçar terapia contra câncer de pulmão
Peptídeo pode aumentar sobrevida de pacientes com pulmões transplantados
Fiocruz desenvolve kit para diagnóstico rápido da tuberculose
Tecidos de pulmão são recuperados em ratos com transplante de células
Identificadas variantes de cinco genes associados à saúde do pulmão