Lagartixa inspira desenvolvimento de carimbo para circuitos eletrônicos

O novo método de impressão eletrônica adere em superfícies complexas como as de tecido, plástico e couro.

taniager

05 Outubro 2010 | 19h44

Crédito: Ciência Diária.

Crédito: Ciência Diária.

Inspirada em lagartixa, a equipe do professor de engenharia mecânica Metin Sitti da Universidade de Carnegie Mellon, EUA, desenvolveu um método de aderência reversível para impressão eletrônica em superfícies complexas, como as de tecido, plástico e couro. O artigo do trabalho “Microstructural Elastomeric Surfaces with Reversible Adhesion and Examples of Their Use in Deterministic Assembly by Transfer Printing” foi publicado na Proceeding of the National Academy of Science (PNAS) recentemente.

“Este trabalho nos dá a possibilidade de transferir e imprimir a eletrônica em superfícies complexas,” disse Sitti, diretor do laboratório de nano robótica em Carnegie Mellon. “A equipe projetou um carimbo de polímero quadrado com micro-tipos piramidais que permite controlar a força de aderência”.

Como lagartixas capazes de aderir a qualquer tipo de superfície, o novo adesivo de polímero também possui uma qualidade de aderência distintiva. A chave do carimbo é os quatro microtipos em forma de pirâmide sobre sua base.  Eles imitam os micro e nano pelos dos pés deste animal usados para controlar a aderência, ao aumentar ou diminuir sua área de superfície de contato.

Os pesquisadores testaram o carimbo e descobriram que as alterações na área de contato permitiam que a força de aderência do carimbo variasse mil vezes. Eles também demonstraram que o seu método pode imprimir camadas de circuitos eletrônicos, permitindo o desenvolvimento de uma variedade de dispositivos complexos.