Para a fraqueza, uma dose diária de natureza cai bem

Pesquisadores da Universidade de Rochester, nos EUA, deram bases científicas para o engraçado conselho popular "abrace uma árvore".

root

03 Junho 2010 | 21h49

Apenas 20 minutos ao dia são suficientes para aumentar a vitalidade. Crédito: University of Rochester.

Apenas 20 minutos ao dia são suficientes para aumentar a vitalidade. Crédito: University of Rochester.

Pesquisadores da Universidade de Rochester, nos EUA, deram bases científicas para aquele conselho popular: abrace uma árvore. Passar um tempinho perto da natureza faz as pessoas se sentirem mais vivas, e apenas 20 minutos ao dia são suficientes para aumentar os níveis de vitalidade de alguém.

De acordo com os pesquisadores, a sensação vai além dos efeitos físicos e de interação social que são frequentemente associados a estas incursões no mundo natural. “A natureza é um combustível para a alma”, diz Richard Ryan, autor do estudo e professor de psicologia. “Muitas vezes, chegamos a pegar uma xícara de café quando nos sentimos esgotados, mas a melhor maneira de ficar mais energizado é conectando-se com a natureza”.

Pesquisas anteriores já relacionaram a exposição à natureza ao aumento de energia e sensação de bem-estar. O trabalho em questão é inovador por que testou se a vitalidade associada ao verde é simplesmente o resultado de uma sensação boa decorrente da atividade física.

Realidade e imaginação, corpo e mente

Então, conduziram cinco experimentos separados, envolvendo 537 universitários em contextos reais e imaginários. Em um deles, os participantes foram conduzidos a caminhar por 15 minutos em caminhos do interior, perto de rios ou muito arborizados. Em outra, as pessoas viram fotos de edifícios ou paisagens. Um terceiro teste exigia que os estudantes se imaginassem em diversas situações, ativas e sedentárias, na natureza e na cidade, e com e sem outras pessoas.

Duas experiências finais controlaram o humor e os níveis de energia dos participantes durante o dia todo. Em todos os exercícios, as pessoas se sentiram mais enérgicas quando passaram um tempo em ambientes naturais – reais ou imaginários. Mas, o mais importante: pisar, de fato, na grama, fez com que os indivíduos tivessem um aumento no ganho de energia além do obtido em outros experimentos. Ou seja: a presença da natureza influencia, sim senhor.

Veja também:

Estudo com centenários mostra que perspectiva feliz prolonga a vida
Consciência plena pode ajudar em estratégia para tomada de boas decisões
Boas ações são estimuladas pela observação de pessoas que ‘fazem o bem’
– Leve a sério: a sua felicidade realmente depende da dos outros
Está estressado? NÃO vá pescar: melhor atividade pode ser o futebol