Pessoas com Alzheimer memorizam melhor mensagens cantadas

Pacientes com a doença estão mais aptos a lembrar de uma informação verbal que é passada por meio da música.

root

12 Maio 2010 | 12h37

Processamento musical envolve uma complexa rede neural que  recruta diferentes regiões do cérebro.

Processamento musical envolve uma complexa rede neural que recruta diferentes regiões do cérebro.

Pode ser que o efeito Mozart não esteja em alta, depois que pesquisadores refutaram a teoria de que música clássica aumenta a inteligência. Mas, de alguma forma, o que se ouve pode trazer benefícios, inclusive para pessoas com Alzheimer. Um novo estudo realizado pela Universidade de Boston, nos EUA, mostra que pacientes estão mais aptos a lembrar de uma informação verbal quando esta foi passada por meio da música.

Para a pesquisa, grupos de pacientes com Alzheimer e de controle foram submetidos a testes. Mensagens foram passadas com acompanhamento musical completo, junto com letras na tela do computador de 40 canções. Para estabelecer uma diferença, 20 letras tiveram acompanhamento da música cantada e 20 foram acompanhadas de suas gravações faladas.

As palavras cantadas foram mais familiares para o grupo de pessoas com Alzheimer, mais do que no grupo de controle com pessoas mais velhas e saudáveis.

Os resultados indicam uma diferença na forma de codificação e resposta a estímulos musicais em pacientes com demência. “O processamento musical envolve uma complexa rede neural que é recrutada em diferentes regiões do cérebro, afetadas em níveis mais baixos do que outras áreas tipicamente associadas à memória em pacientes com Alzheimer”, explica Brandon Ally, professor assistente de neurologia e diretor do centro de neuropsicologia da Escola de Medicina da Universidade de Boston. “Assim, estímulos acompanhados por música e uma gravação cantada podem criar uma associação mais robusta do que a codificação de estímulos acompanhada apenas por uma gravação de fala”.

Veja também:

Tratamento de gamaglobulina pode conter avanço do Alzheimer
Cuidadores de pessoas com Alzheimer têm risco 6 vezes maior para demência
Vacina contra o mal de Alzheimer avança para segunda fase de testes clínicos
Série de programas “Cuidadores na Web” tira dúvidas sobre Alzheimer