Prêmio Sergio Arouca aceita indicações online até 30 de junho

Fundação Pan-Americana para a Saúde e Educação (Pafef) e a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) anunciaram criação do prêmio.

root

03 Maio 2010 | 21h46

Sergio Arouca (1941-2003) foi médico e dedicou toda a sua carreira ao progresso da saúde pública nas Américas, com foco na defesa da causa e maior acesso aos serviços de saúde. Crédito: Nana Moraes/Agência Fiocruz de Notícias.

Sergio Arouca (1941-2003) foi médico e dedicou toda a sua carreira ao progresso da saúde pública nas Américas, com foco na defesa da causa e maior acesso aos serviços de saúde. Crédito: Nana Moraes/Agência Fiocruz de Notícias.

A Fundação Pan-Americana para a Saúde e Educação (Pafef) e a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) anunciaram a criação do Prêmio Sergio Arouca à Excelência em Atenção Universal à Saúde. Serão aceitas indicações online até 30 de junho de 2010, pelo site da Pafef. O prêmio homenageia uma ou mais pessoas, instituições ou organizações governamentais ou não governamentais que se destacaram em um ou mais dos seguintes temas:

– Elaboração de política e estratégia nacional para atenção integral à saúde no ano anterior;
– Promoção dos programas de saúde e avanços para ampliar a cobertura, a equidade e a qualidade da atenção;
– Promoção e implantação de uma gestão eficaz dos sistemas de saúde, formulação de políticas para a assistência universal da saúde, promovendo tal legislação no marco da estrutura dos sistemas de saúde da nação;
– Elaboração de programas inovadores direcionados a grupos socialmente excluídos ou a populações geograficamente desfavorecidas;
– Introdução de programas criados de maneira inovadora para formação acadêmica e não acadêmica de profissionais da saúde que se dedicam à ampliação da assistência de saúde universal;
– Demonstração de eficácia nos esforços para incluir as comunidades no planejamento, gestão e avaliação dos programas de saúde,
– Preparação e execução de pesquisas relevantes sobre sistemas de atenção de saúde primária.

O agraciado recebe um prêmio em dinheiro, um diploma de honra ao mérito e uma viagem paga a Washington, nos EUA, para receber o prêmio na cerimônia anual de Prêmios à Excelência em um evento de saúde pública interamericana da Opas/Pahef. E também será homenageado perante os ministros da Saúde da região na reunião do Conselho Diretor da Opas.

As indicações podem ser feitas em português, espanhol ou inglês. Um júri de renomados profissionais de saúde pública avaliará as indicações e recomendará à diretoria da Fundação um candidato a cada prêmio para seleção final.

O Ministério da Saúde do Brasil e a Pahef, em cooperação com a Opas, criaram o prêmio para homenagear o notável legado de Sergio Arouca, que foi médico, pesquisador, professor da Escola Nacional de Saúde Pública (Ensp/Fiocruz) e presidente da Fundação. Ele atuou ainda como secretário da Saúde no Rio de Janeiro e secretário de Participação Social no Ministério da Saúde. Arouca dedicou toda a sua carreira ao progresso da saúde pública nas Américas, com foco na defesa da causa e maior acesso aos serviços de saúde.

Pahef

Fundada em 1968, a Fundação Pan-Americana para a Saúde e Educação (Pahef) é uma fundação pública dedicada ao incentivo de programas de saúde pública nas Américas que enfocam grandes problemas de saúde. A Pahef contribui para a melhoria da vida das pessoas nas Américas ao trabalhar com os setores privado e público, assim como com os principais grupos de pesquisa em saúde pública, política e desenvolvimento. A instituição também mantém um relacionamento especial com a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), que atua como Escritório Regional para as Américas da Organização Mundial da Saúde.

Com informações da Agência Fiocruz de Notícias

.

Veja também:

Fundação Conrado Wessel anuncia vencedores; premiação acontece em junho
Competição no Reino Unido elege melhores representações do coração
Inscrições para o Prêmio Jovem Cientista estão abertas