Glicose baixa em diabéticos pode não diminuir riscos de ataque cardíaco

Dr. Sheldon Greenfield é um dos coordenadores do estudo. Crédito: Daniel A. Anderson/UC Irvine Communications.

root

17 Dezembro 2009 | 15h49

Pesquisadores da UC Irvine Health Policy Research Institute afirmam: o controle da glicose no sangue em portadores de diabetes 2 com outros problemas de saúde como doenças cardíacas e hipertensão não é capaz de diminuir os riscos de ataque cardíaco ou de um acidente vascular cerebral.  No entanto, o controle da glicose em pacientes com problemas de saúde coexistentes moderados pode reduzir problemas cardiovasculares mais sérios.

 

O estudo sugere que médicos devem determinar objetivos do tratamento médico mediante a compreensão de outros fatores do paciente. Análises de outras pesquisas mostram que diminuir drasticamente os níveis de glicose no sangue rapidamente pode afetar e até levar alguns diabéticos à morte.

 

Dr. Sheldon Greenfield é um dos coordenadores do studo que sugerem que o tratamento da diabetes precisa ser melhor adequado a cada paciente. Créditos: Daniel A. Anderson / University Communications.

Dr. Sheldon Greenfield é um dos coordenadores do studo que sugerem que o tratamento da diabetes precisa ser melhor adequado a cada paciente. Créditos: Daniel A. Anderson / University Communications.

Veja também:

Parar de fumar aumenta fator de risco para diabetes 2 nos primeiros anos de abstinência
De olhos bem abertos: esteroides contra retinopatia diabética