Redução de açúçar prolonga vida de células saudáveis em ratos

root

19 Dezembro 2009 | 21h58

rato

Redução de açúcar no sangue de ratos em laboratório prolonga vida de células saudáveis.

Pesquisadores da Universidade do Alabama em Birmingham (UAB) descobriram que a redução do consumo de glicose, o tipo mais comum de açúcar, pode prolongar a vida de uma célula humana sadia e acelerar a morte de células pré-cancerosas.

A equipe, liderada por Trygve Tollesfbol , separou células de pessoas saudáveis e células pré-cancerosas do pulmão em frascos. Depois, foram fornecidos níveis normais e níveis muito reduzidos de açúcar. Os pesquisadores passaram então a observar a multiplicação e tempo de vida destas células. A redução nos níveis de glicose fez com que as células crescessem por mais tempo que o normal e células pré-cancerosas morressem em grande número.

Além disso, os pesquisadores descobriram que dois genes-chaves foram afetados pela redução da glicose. O primeiro gene codifica uma importante enzima – telomerase – que permite que as células se dividam indefinidamente. O segundo gene, p16, codifica uma conhecida proteína anticancerígena.  

Efeitos contrários foram observados nos genes das células saudáveis e células pré-cancerosas: nas saudáveis, a telomerose aumentou e a p16 diminuiu – favorecendo o crescimento de células saudáveis. Nas células pré-cancerosas, o p16 aumentou e a telomerose diminuiu, explicando a morte de tantas células “defeituosas”.

Mais do que uma nova perspectiva para o tratamento do câncer, o estudo abre a possibilidade de novas descobertas para prolongar a vida humana.