Sono feminino: dormir entre cinco e sete horas pode prolongar a vida

Para o segredo da vida longa, menos de cinco horas por noite não é o suficiente. Oito horas, provavelmente é demais.

root

01 Outubro 2010 | 13h29

Dormir bem não faz bem apenas para a alma, faz bem para o corpo. De acordo com um estudo baseado em um trabalho desenvolvido por pesquisadores da Universidade da Califórnia em San Diego, nos EUA, o segredo da vida longa entre as mulheres pode estar mesmo no sono. Menos de cinco horas por noite não é o suficiente. Oito horas, provavelmente demais.

O trabalho atual analisou informações coletadas entre 1995 e 1999 de 459 mulheres entre 50 e 81 anos. Na ocasião, os pesquisadores desejavam determinar se a duração do sono poderia estar associada com a mortalidade. Quatorze anos mais tarde, a equipe voltou a observar se elas estavam vivas e bem. Apenas 86 das 444 mulheres localizadas morreram.

“A surpresa foi que, quando o sono foi avaliado de forma objetiva, a melhor sobrevida foi observada entre mulheres que dormiam entre 5 a 6,5 horas”, diz Daniel F.Kripke, responsável pelo estudo. “As mulheres que dormiam menos de cinco horas por noite ou mais de 6,5 horas tinham menos probabilidade de estarem vivas”.

Embora o trabalho aponte dados interessantes, como o fato de que a apneia obstrutiva do sono (as paradas respiratórias ao dormir) não aumente o risco de mortalidade em mulheres com a idade mais avançada, a equipe ressalta que o estudo foi realizado com mulheres de San Diego. Portanto, o período de sono “ideal” pode variar um pouco em mulheres de outras regiões.