Substância química provoca remissão em pacientes com colite ulcerosa

Prostaglandina D2, conhecida por seu papel na cicatrização do corpo, poderia ajudar também no tratamento de outras doenças intestinais.

root

16 Junho 2010 | 17h45

Sintomas da colite ulcerosa incluem diarreia com ou sem sangramento e dor abdominal.

Sintomas da colite ulcerosa incluem diarreia com ou sem sangramento e dor abdominal.

Pesquisadores da Universidade McMaster, no Canadá, identificaram uma substância química que pode provocar a remissão em pacientes com colite ulcerosa, uma doença inflamatória intestinal. Atualmente, pessoas com o problema são tratadas com anti-inflamatórios, imunossupressores e muitas vezes precisam se submeter a cirurgias para a remoção parcial do intestino grosso.

A equipe descobriu que pessoas que apresentam remissão da doença em longo prazo têm níveis elevados de uma mesma substância: a prostaglandina D2 – conhecidamente importante na promoção da cicatrização do corpo.

“Os níveis de prostaglandina D2 só foram elevados em pacientes que estavam em estado de remissão faz tempo, o que sugere que isso seja um fator fundamental na prevenção de novos episódios da colite ulcerosa”, explica John Wallace, envolvido na pesquisa. Algumas pessoas conseguem se curar da doença, mas a maioria pode apresentar episódios de inflamação durante toda a vida.


A descoberta pode levar a novos tratamentos contra a doença ao promover a produção de prostaglandina D2 no organismo. “É perfeitamente possível que nossos resultados se estendam à doença de Crohn também”, ressalta Wallace. A síndrome de Crohn é considerada por muitos especialistas uma doença autoimune que causa inflamações sérias no trato gastrointestinal, tendo algumas vezes sido associada à colite ulcerosa (como se ambas fossem manifestações diferentes de uma mesma patologia intestinal).

Veja também:

Vermes pode ajudar desenvolmento de sistema imunológico funcional
Terapia cognitivo-comportamental alivia sintomas de doenças intestinais
Urina de crianças com autismo revela marcas químicas singulares
Uso prolongado de aspirina pode aumentar risco de doença de Crohn
Suplementos de vitamina D podem combater efeitos da doença de Crohn