Vaso sanguíneo criado com células-tronco cura menina na Suécia

Técnica poderá ajudar pacientes que necessitam de diálise ou cirurgia das artérias coronárias no futuro.

root

09 Maio 2011 | 13h56

Pesquisadores da Sahlgrensk Academy, na Suécia, produziram pela primeira vez um vaso sanguíneo a partir de células-tronco e, em seguida, usaram a “criação” em uma menina de apenas dez anos de idade. A técnica permitiu criar uma nova conexão para o sangue fluir entre o fígado e os intestinos. A cirurgia foi bem sucedida e o prognóstico da garota é muito bom.

No primeiro ano de vida, a menina teria desenvolvido um coágulo no vaso sanguíneo que leva o sangue do intestino para o fígado, deixando-a suscetível a sangramentos internos. A cura estaria no direcionamento correto do sangue de volta ao fígado. Em condições ideias, a cirurgia poderia ser realizada usando vasos de outras partes do corpo, mas um transplante do fígado poderia se tornar necessário – o que envolve tratamento vitalício com a administração de imunossupressores.

A equipe utilizou vasos sanguíneos de uma doadora morta e os trataram quimicamente para remover todo o RNA e DNA, deixando apenas o tecido de suporte. Células-tronco foram obtidas da medula óssea da menina e adicionadas a ele, o que fez crescer um novo vaso sanguíneo em apenas quatro semanas. Pelo fato das células pertencerem à própria garota, não há risco de rejeição.

O resultado mostra que é possivel criar novos vasos sanguíneos com a utilização de células-tronco do paciente e um tecido de apoio, abrindo as portas para a recriação de outros órgãos também. “Isto poderia ajudar, entre outros, pacientes que necessitam de diálise ou cirurgia das artérias coronárias”, afirma Michagel Olausson, chefe do departamento de transplante e cirurgia do fígado do hospital da Universidade de Sahlgrenska.