Voz materna ativa região do cérebro responsável pela fala

Pesquisadores canadenses descobriram que a conversa da mãe tem um papel realmente especial nos primeiros dias de vida.

root

16 Dezembro 2010 | 13h21

Crédito: Universidade de Montreal.

Crédito: Universidade de Montreal.

Pesquisadores da Universidade de Montreal, no Canadá, aplicaram eletrodos na cabeça de recém-nascidos com apenas 24 horas de vida e avaliaram a forma como o cérebro reage à voz materna, descobrindo que áreas responsáveis pela aprendizagem de idiomas são ativadas. Embora os bebês reajam a voz de outras mulheres, ativando regiões responsáveis pelo reconhecimento da fala, é a conversa da mãe que tem um papel realmente especial nos primeiros dias de vida.

“Nós ajustamos os eletrodos na cabeça de 16 bebês durante o sono”, explica Maryse Lassonde, do departamento de psicologia da universidade. “Nós pedimos então a mãe que emitisse um breve som da vogal ‘A’, como na palavra ‘olá’. Em seguida, repetimos o exercício com a enfermeira que levou o bebê para o laboratório. Quando a mãe falava, os exames mostraram claramente reações no hemisfério cerebral esquerdo, principalmente no circuito de processamento linguístico”. Inversamente, quando uma estranha falava, o hemisfério direito do cérebro reagia.

Já se sabia que os bebês têm alguma capacidade de linguagem inata, mas os pesquisadores estão agora apenas começando a entender como estas capacidades funcionam. Por exemplo: quando o bebê escuta o som do “A”, vai mexer a boca com o intuito de imitar o barulho, mesmo que nunca tenha antes ouvido este som. “Esta pesquisa confirma que a mãe é o iniciador primário da linguagem, e sugere que há uma ligação entre a aquisição da linguagem neurobiológica pré-natal e habilidades motoras envolvidas na fala”, ressalta Lassonde.