A BELEZA ESTÁ NO TELESCÓPIO DO OBSERVADOR

A BELEZA ESTÁ NO TELESCÓPIO DO OBSERVADOR

Herton Escobar

10 Fevereiro 2010 | 17h26

Algumas imagens quase dispensam palavras ou explicações … Valem só pela beleza. Essa é uma delas.

Divulgada hoje pelo European Southern Observatory, ela mostra uma comparação de fotos da Nebulosa de Órion, a 1.350 anos-luz da Terra (que, eu nunca me canso de explicar, significa que você precisaria viajar 1.350 anos à velocidade da luz para chegar até ela).

A da esquerda é a vista mais tradicional, feita no espectro visível (aquele que a gente enxerga normalmente com nosso olhos humanos). A da direita (inédita) mostra a mesma coisa no espectro infravermelho próximo (que os nossos olhos não enxergam), feita pelo telescópio VISTA, no norte do Chile.

Isso permite aos astrônomos identificar e estudar objetos que normalmente ficam escondidos atrás do manto de poeira da nebulosa, porque a luz visível não consegue sempre atravessá-lo nas partes mais espessas. Como diz o ditado, “a beleza está nos olhos do observador” — e também no telescópio que você usa.

Você escolhe qual é a foto mais bonita.

Abraços a todos.