Cientista do MIT retrata trabalho na ‘Cancer Cell’, em caso semelhante ao do Prof. Rui Curi, na USP

Cientista do MIT retrata trabalho na ‘Cancer Cell’, em caso semelhante ao do Prof. Rui Curi, na USP

Herton Escobar

15 Janeiro 2013 | 16h32

Um caso semelhante ao que envolve o Prof. Rui Curi, na USP (veja os posts anteriores sobre o caso), acaba de surgir no Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), uma das mais conceituadas universidades do mundo. E não foi com nenhum pesquisador desconhecido, não: Robert Weinberg, um dos cientistas mais importantes do mundo na área da oncologia, retratou (anulou) um trabalho publicado por ele e outros quatro pesquisadores do MIT e Harvard em 2003 na revista Cancer Cell (esta, também, uma das mais conceituadas do mundo na sua área).

Assim como no caso do Prof. Curi, a retratação deve-se a erros descobertos nas imagens de “western blot” (bandas de proteínas em gel) que subsidiam experimentalmente todas as conclusões do trabalho. E, assim como no caso do Prof. Curi, Weinberg e seus colegas alegam que os erros foram acidentais, ocorridos no processo de edição das imagens para publicação, e que eles não alteram os resultados do trabalho.

A retratação, assim como no caso do trabalho da USP, foi divulgada pelo blog americano Retraction Watch. Nele, Weinberg, oferece a seguinte explicação para a retratação (traduzida aqui para o português):


Estes erros ocorreram durante a montagem (eletrônica) das figuras, em que os canais de controle internos foram misturados incorretamente com os canais experimentais. Ainda que isso não tenha afetado as conclusões principais do trabalho, a revista requisitou que nós retratássemos a publicação, porque havia múltiplos erros na montagem destas figuras. Nós defendemos nossas conclusões e estamos prestes a republicar os dados (com as imagens corretas), acrescidos de dados mais recentes que fortalecem as conclusões originais do trabalho. Não houve e não há nenhum indício de más práticas científicas (fraude); apenas de um relaxo desproposital nos momentos finais de montagem das figuras.”

O estudo identifica como diferentes proteínas modulam a angiogênese (formação de novos vasos sanguíneos) em tumores — um fator essencial na proliferação do câncer. Há sete figuras no trabalho retratado, quase todas elas de “western blot”. Nem Weinberg nem a Cancer Cell identificaram quais delas continham os erros (talvez todas?), mas posto uma abaixo, selecionada aleatoriamente, apenas para dar aos leitores uma ideia do que se trata.

(FIGURA 4 do trabalho retratado)