LÂMPADA, UMA BOA IDEIA

LÂMPADA, UMA BOA IDEIA

Herton Escobar

19 Julho 2010 | 18h15

lampada

.

Ontem “queimou” a lâmpada do meu abajur. (digo “queimou” entre aspas porque, na verdade, as lâmpadas não queimam, elas simplesmente quebram …)  Peguei a lâmpada na mão e percebi que o filamento havia estourado ao meio. Percebi também que eu nunca tinha parado para pensar como funciona uma lâmpada, apesar de ela ser o símbolo mais icônico do processo de descoberta e invenção. (alguém aí se lembra do Lampadinha, amigo do Professor Pardal?)

Fiz algo muito simples: consultei a minha enciclopédia científica e descobri algo que me impressionou … Sabe a que temperatura chega o filamento aquecido no interior de uma lâmpada? Nada menos do que 1.800 graus Celsius!

Qualquer material emite luz quando aquecido a uma determinada temperatura. Veja, por exemplo, como brilha uma brasa de madeira na lareira ou uma barra de ferro aquecida numa fornalha. Com a lâmpada é a mesma coisa.

O filamento (aquele fiozinho enroscado que parece uma mola no centro da lâmpada) é feito de tungstênio, o elemento com o mais alto ponto de derretimento de todos (só derrete acima de 3.400 C). Quando você liga a lâmpada, uma corrente elétrica percorre o filamento, aquecendo-o e fazendo com que ele emita radiação térmica e luminosa. E faz-se a luz!

Tem mais um detalhe: o tungstênio reage com oxigênio, por isso o filamento tem de estar encapsulado numa esfera de vidro, isolado do ar. Dentro das lâmpadas há apenas argônio, um gás inerte para o tungstênio. Por isso se você quebrar o vidro de uma lâmpada ela não funciona mais, mesmo que o filamento permaneça intacto.

Quanta tecnologia em algo tão simples…. Imagine só!

Por outro lado, é importante dizer que essa é uma péssima forma de produzir energia. Menos de um quinto da energia produzida pela lâmpada é emitida na forma de luz. O resto é desperdiçado na forma de calor. Por isso as lâmpada incandescentes são tão ineficientes, em termos de consumo de energia. Diferentemente das lâmpadas frias, que passam correntes elétricas diretamente por gases e não emitem calor. Muito mais econômicas.

Abraços a todos.