O CLIMA PIROU MESMO? OU É SÓ IMPRESSÃO?

Herton Escobar

20 Agosto 2010 | 14h13

AP Photo/Kevin Frayer

AP Photo/Kevin Frayer

.

O clima não anda muito agradável no planeta Terra ultimamente. Calor extremo na Rússia. Inundações catastróficas no Paquistão. Chuvas intensas também na China. Seca severa em várias regiões da África Subsaariana. E uma secura danada aqui no interior do Brasil também.

Culpa do aquecimento global? Talvez …

Como sempre, não há como estabelecer uma relação direta entre um evento climático específico e as mudanças climáticas causadas pelo aquecimento global de uma forma geral. Isso porque o clima tem uma variabilidade natural, e as mudanças só podem ser vistas na forma de tendências (frequência da ocorrência de determinados eventos ao longo do tempo), e não de eventos isolados. Em outras palavras: uma onda de calor sozinha é perfeitamente natural; duas ou três ondas de calor seguidas em um curto espaço de tempo não é tão natural assim.

A Organização Mundial de Meteorologia emitiu um comunicado na semana passada sobre essas tragédias climáticas, com o seguinte alerta: “Extremos climáticos sempre existiram, mas todos os eventos citados acima (seca na Rússia e inundações no Paquistão, principalmente) são comparáveis ou excedem em intensidade, duração e extensão geográfica os maiores eventos históricos registrados.”

Há vários indícios de que esses extremos climáticos ocorridos nos últimos anos não são apenas eventos isolados, mas parte de uma tendência de mudança climática global – ainda que isso não possa ser provado cientificamente, por enquanto, pois mesmo 5 ou 10 anos é um período muito curto para esse tipo de avaliação. Em outras palavras: Há vários indícios de que as mudanças climáticas não são um problema a ser evitado no futuro, mas um problema a ser enfrentado agora, no presente, imediatamente.

Mesmo que esses eventos não sejam relacionados ao aquecimento global (e é perfeitamente possível que não sejam), eles no mínimo servem como um doloroso exemplo de como as mudanças climáticas podem ser uma arma incontrolável de destruição em massa.

Para muitos tomadores de decisão, que respiram ar-condicionado quase 24 horas por dia, fechados dentro de seus veículos e seus escritórios, e que nunca passaram fome nem sede na vida, pode ser fácil ignorar o aquecimento global. Os cientistas dizem que a temperatura do planeta vai subir alguns graus nas próximas décadas, se não pararmos de lançar gás carbônico na atmosfera … e daí? Vai chover um pouco mais ali, secar um pouco mais acolá, talvez algumas plantações sejam perdidas, algumas cidades inundadas … mas e daí? Uma chuvinha e um calorzinho a mais não pode ser tão ruim assim … ou pode?

Pergunte a essa família ilhada pelas águas no Paquistão (foto acima)  se ela está preocupada.

Abraços a todos.