ONDE ESTÁ WALLY?

ONDE ESTÁ WALLY?

Herton Escobar

19 Outubro 2011 | 08h23

Foto: ESO/D. Minniti/VVV Team

 

Quer ter uma ideia de como somos pequenos no Universo? (ou melhor, dentro da nossa própria galáxia, que dentro do Universo já é pouco mais do que um grão de areia no deserto?) Olhe para essa bela foto, divulgada hoje pelo European Southern Observatory (ESO).

Ela revela dois novos aglomerados de estrelas próximos ao centro da nossa galáxia, a Via Láctea. Que não são os dois objetos mais luminosos da imagem, infelizmente — se fossem, já teriam sido descobertos há muito tempo. Para identificar os novos aglomerados é preciso quase que um mapa e um manual de instruções. Um desafio supremo até para os mestres de “Onde está Wally?”. Mas não se preocupe com isso … Basta admirar a imagem e entender o seguinte: que cada pontinho luminoso nessa foto é uma estrela individual, como o nosso Sol, ou (mais incrível ainda) um aglomerado de milhares de estrelas como o nosso Sol — só que tão distantes de nós que brilham como se fossem um objeto único. Milhões de bolas gigantes de gás quente, “flutuando” pelo espaço ao sabor da gravidade.

Isso tudo em apenas em um pedacinho da nossa galáxia, que, vale sempre lembrar, é apenas uma dentre bilhões e bilhões de galáxias do Universo — cada uma igualmente recheada de bilhões e bilhões de estrelas. Imagine só!

Para mais informações (incluindo instruções detalhadas como como encontrar os novos aglomerados na imagem), veja esse release do ESO: www.eso.org/public/brazil/news/eso1141/  (disponível em português, agora que o Brasil se juntou ao ESO)

Tem também esse vídeo: www.eso.org/public/videos/eso1141a/

Abraços a todos.