Satélite da Marinha americana é lançado com sucesso na Flórida

Satélite da Marinha americana é lançado com sucesso na Flórida

Herton Escobar

21 Janeiro 2015 | 16h12

O foguete Atlas V deixa a plataforma de lançamento 41 do Cabo Canaveral. Foto: Divulgação

O foguete Atlas V deixa a plataforma de lançamento 41 do Cabo Canaveral. Foto: Divulgação

Um satélite de comunicações da Marinha dos Estados Unidos foi lançado com sucesso ontem da base aérea do Cabo Canaveral, na Flórida, a bordo de um foguete Atlas V, da United Launch Alliance (ULA). Foi preciso usar o foguete na sua “potência máxima”, com cinco propulsores de combustível sólido (solid rocket boosters, ou SRBs), para carregar o satélite, de 7,5 toneladas até uma órbita geoestacionária, 36 mil quilômetros acima da linha do Equador. Os motores foram acionados às 20h04, horário local (23h04, horário de Brasília), e três minutos depois o satélite já estava em órbita.

Conhecido como

Documento

(do inglês Mobile User Objective System), o aparelho é o terceiro de uma família de cinco satélites militares que estão sendo colocados em órbita para “turbinar” o sistema de telecomunicações da Marinha americana. Para a ULA, uma joint venture formada pelas gigantes Boeing e Lockheed Martin, o lançamento foi mais uma prova da confiabilidade da família de foguetes Atlas, num momento em que a empresa começa a ver sua hegemonia ameaçada pela concorrência da Space X, a jovem empresa de Elon Musk, que já assinou contratos bilionários com a Nasa e está brigando na Justiça para disputar, também, contratos militares com a ULA.

O Estado acompanhou o lançamento a convite da Siemens, empresa alemã que produz os softwares usados pela ULA e outras grandes empresas da indústria aeroespacial para projetar, desenvolver e testar seus equipamentos (softwares conhecidos como PLM, de Project Lifecycle Management).