Começa votação; PT define apoio ao texto de Aldo

Estadão

24 Maio 2011 | 20h51

Começa, enfim, a votação do projeto do Código Florestal do relator Aldo Rebelo. O PT definiu que votará a favor do texto de Aldo. Mesmo assim, o líder do governo na Câmara, Cândido Vaccarezza (PT-SP), disse no plenário que o governo considera inaceitável a aprovação da emenda 164, que transfere para os Estados o poder de definir quais atividades podem ser desenvolvidas em Áreas de Proteção Permanente (APPs) já desmatadas. “Não concordamos que a política ambiental seja feita no âmbito estadual.” 

A aprovação ou não da emenda dará a dimensão da derrota do Executivo, que teve de ceder em vários pontos defendidos pelos ruralistas. 

Vaccarezza disse que a presidente  Dilma Rousseff não admitirá a concessão de anistia a desmatadores e disse que lutará para garantir que as penas dos reincidentes sejam maiores. Nem concorda em abrir mão do poder de centralizar a regularização de milhões de pequenos agricultores que ocupam APPs nas beiras de rios. 

Vaccarezza e o líder do PT na Câmara, Paulo Teixeira (SP), afirmaram que a expectativa de mudanças no projeto foi transferida para o Senado.

Veja também:

linkSaiba mais: a polêmica atualização do Código Florestal do Brasil
linkDilma ameaça veto se Código Florestal anistiar desmate