Novela climática?

karinaninni

29 Outubro 2010 | 14h50

Em todo o mundo, ONGs e diferentes grupos organizados tentam soluções locais para minimizar as consequências das alterações climáticas, na ausência de compromissos em escala global. Um bom exemplo: a Organização dos Estados do Leste do Caribe, que reúne 9 países, juntamente com as ilhas de Trinidad e Tobago e Jamaica, lançaram em fevereiro a campanha My Island, My Community, com a qual pretendem fazer uso mais direcionado dos meios de comunicação de massa para tentar informar sobre os impactos das mudanças climáticas e fomentar práticas locais de busca de soluções. A primeira atitude será produzir uma novela de rádio, para ser veiculada nos 11 países envolvidos, com histórias divertidas e personagens inspirados em moradores do Caribe: a ideia é gerar um diálogo sobre os perigos das alterações climáticas, os impactos sobre as comunidades locais e, mais importante, gerar soluções locais que os 600 mil moradores da região possam implementar para proteger os seus ecossistemas – um dos cinco principais hotspots de biodiversidade do planeta.