Sessão extraordinária começa na Câmara

Estadão

24 Maio 2011 | 10h20

Sessão extraordinária começa, mas muitos deputados discutem outros temas. O deputado Zonta (PP-SC) é o primeiro a tocar no assunto do Código Florestal. “Vamos votar sem ingerência”, diz. “A Casa não pode titubear em sua soberania.”

O relatório em discussão pretende suspender as multas aplicadas a proprietários rurais que desmataram até julho de 2008. Em compensação, eles teriam de recompor a área degradada num prazo de 20 anos. Apenas os pequenos agricultores ficam desobrigados de recompor reserva. 

Entretanto, alguns deputados fizeram acordo considerando o desmate até 2008 como consolidado. Mas a presidente Dilma Rousseff reafirmou na noite de ontem ser contrária à anistia a desmatadores. A presidente não quer descumprir compromisso feito durante a campanha, portanto quer que áreas degradadas sejam recuperadas. Ela agora pretende vetar Código.

O código anterior, de 1965, foi modificado diversas vezes por medidas provisórias e decretos.

Acompanhe a polêmica: 

linkSaiba mais: a polêmica atualização do Código Florestal do Brasil

linkDilma ameaça veto se Código Florestal anistiar desmate