Contra as infrações de trânsito, use a física

Estadão

16 Abril 2012 | 11h33

Foto: Caida.org/Reprodução

Esqueça despachantes ou quaisquer outros métodos para recorrer de multas de trânsito. Use a física para argumentar contra suas infrações – se você for um especialista, claro.

Foi o que fez Dmirti Krioukov, um físico da Universidade de San Diego (Califórnia). Com seu conhecimento e um pouco de criatividade, ele conseguiu se livrar de uma multa de US$ 400 (cerca de RS$ 700) por supostamente não ter brecado seu carro completamente ante um sinal para parar.

Argumentando com base nos seus conhecimentos de movimento angular e linear, Krioukov preparou um relatório de quatro páginas explicando que a multa que levou desafia as leis da física para provar que não desrespeitou nenhuma regra. Segundo ele, o guarda de trânsito “acredita ter visto o que não viu”.

“Logo, meu argumento foi o seguinte: o que ele (o oficial) viu seria faculmente confundido conforme o ângulo da

velocidade do objeto hipotético que não parou ao devido sinal. E, portanto, o que ele viu não necessariamente condiz com a real
Mas antes que você tente apelar para as leis da física antes das leis de trânsito, atente que, segundo Krioukov, a combinação de uma série de eventos ocorreu para que ele pudesse elaborar o relatório e recorrer da infração. E questionado sobre se realmente parou ao sinal, apesar de toda a fundamentação teórica, o físico riu levemente e confirmou: “Claro que sim!”idade, que foi completamente diversa”, disse Krioukov.

[Fonte: NBC San Diego]

Mais conteúdo sobre:

físicamultatrânsito