Ferramentas científicas para amadores na internet (parte 3)

Giovanna Montemurro

10 Setembro 2011 | 08h08

Por Wanise Martinez, do estadão.com.br

Para finalizar nossa busca por conhecimento e diversão na web, apresentamos as últimas indicações de aplicativos, projetos e programas que incentivam os chamados ‘cientistas-cidadãos’. Agradecemos aos internautas que mandaram sugestões e esperamos ter conseguido inspirar, mais um pouco, os amantes da Ciência e da tecnologia. (Você também pode relembrar a primeira parte e a segunda parte)

Fique de olho no Sol
Outro opção de ferramenta online para quem gosta de astronomia é o Solar Storm Watch, um projeto voltado para a ciência solar. Isso quer dizer que você pode auxiliar cientistas a localizarem diferentes explosões solares. A meta é conseguir rastrear esses eventos através do espaço até a Terra, para que sejam estudados e possam ajudar a criar novas estratégias de defesa contra radiação – um grande perigo enfrentado pelos astronautas nos programas espaciais. Vale pelo desafio e pela interatividade, já que você pode compartilhar as descobertas nas redes sociais com todos os seus amigos.

Nos confins do gelado universo
Não é somos órfãos de Plutão que não podemos achar outros objetos gelados no universo, não é mesmo? Esse é o lema do Ice Hunters, um programa da Nasa que busca por corpos de gelo desconhecidos em nossa galáxia. Quem se dispuser a ser um caçador vai ajudar os cientistas a analisar imagens telescópicas da misteriosa zona conhecida como Kuiper Belt (ou Cinturão de Kuiper), que fica além de Netuno e próxima de Plutão. Nessa região espacial, estão localizados milhares de cometas e objetos que datam da formação do nosso Sistema Solar.

Um céu na tela do computador
Para aqueles que preferem só observar, saibam que também há opção na web. O Stellarium é um aplicativo gratuito, e muito bem estruturado, que funciona como um planetário. A simulação da abóbada celeste, feita em 3D, permite observar planetas, constelações, nebulosas e outros elementos espaciais. Ou seja, é um céu ao alcance de qualquer pessoa e em tempo real. O programa também nos deixa alterar datas, para voltar ou avançar no tempo. E o mais bacana: há um versão em português. Vale deixar de lado, pelo menos por ora, nossos companheiros telescópios e binóculos para contemplar o show pelo PC.

É hora de brincar de médico!
Esse projeto disponibiliza uma série de jogos online relacionados à saúde e tecnologia. Dá para transplantar células-tronco, operar um joelho ou um coração e também aprender a desenvolver um telefone celular. O bacana é que as simulações são sempre orientadas e há também muita informação sobre as carreiras. Quem se interessa pelo assunto vai gostar e aprender bastante. E quem quiser também pode ajudar a Edheads, já que ela funciona como organização sem fins lucrativos, apoiada por médicos e instituições de saúde.

Faça parte da missão Juno
Quem tal participar de uma missão espacial em Júpiter? A Nasa está convidando interessados em descobrir mais sobre o planeta. Funciona assim: a sonda espacial Juno, que deixou a Terra em 5 de agosto, irá enviar fotos coloridas detalhadas sobre a superfície de Júpiter usando uma câmera especial, a JunoCam. Enquanto o equipamento realiza um trabalho nos céus, você faz outro aqui da Terra, ajudando a agência espacial a decidir que imagens devem ser escolhidas e em que momento. Vale ressaltar que a jornada inédita vai permitir aos cientistas uma visão privilegiada de Júpiter. Ou seja, qualquer característica percebida sobre o maior de nossos vizinhos já é bem importante. Saiba mais sobre a missão Juno.