Acelerador europeu faz prótons circularem em sentido oposto

Expectativa é que experimento permita aos cientistas a obter dados sobre o 'Big Bang' no início de 2010

Efe,

23 Novembro 2009 | 15h12

Cientistas analisam resultados dos testes feitos com o acelerador. (Laurent Gillieron/Reuters)

 

GENEBRA - O Centro Europeu de Física Nuclear (Cern) revelou nesta segunda-feira, 23, que feixes de prótons já estão circulando em direções opostas no maior acelerador de partículas do mundo, embora ainda se trate de testes em baixa velocidade. O Grande Colisor de Hádrons (LHC, em inglês) começou a funcionar novamente no fim da sexta-feira passada com o lançamento de feixes em uma só direção, depois de 14 meses paralisado.

 

Durante esse tempo, foi reparado dos erros técnicos ocorridos em setembro de 2008, apenas nove dias depois de entrar em operação em meio a uma grande expectativa da comunidade científica internacional.

 

Espera-se que as colisões a altas velocidades, que permitirão aos cientistas obter dados jamais conseguidos sobre a criação do Universo, sejam produzidos em princípios de 2010.

Mais conteúdo sobre:
acelerador de particulas Cern

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.