The National Embryo Donation Center
The National Embryo Donation Center

Americana tem bebê a partir de embriões congelados há 25 anos

Nascimento de criança no Estado do Tennessee representa um recorde na ciência mundial; mãe diz que é 'presente de Natal'

O Estado de S.Paulo

20 Dezembro 2017 | 17h29

WASHINGTON - Uma mulher de 26 anos deu à luz nos Estados Unidos a um bebê gestado a partir de embriões congelados há 25 anos, o que representa um recorde até o momento, informou a imprensa local nesta quarta-feira, 20.

+++ Cientistas conseguem editar genoma de embrião humano para evitar doença hereditária

Emma é o nome da menina que foi gestada no Estado do Tennessee a partir de um embrião armazenado em outubro de 1992, há 25 anos, um ano e meio depois do nascimento da mãe, Tina Gibson.

+++ Risco de aborto após inseminação artificial é maior em mulheres acima do peso

"Eu só queria ter um bebê", disse a jovem, que afirmou à rede CNN que não se importava se aquilo seria "um recorde mundial ou não".

+++ Ivete Sangalo fala sobre as dificuldades da inseminação artificial

Feliz, a mais nova mãe disse que a filha é o seu "presente de Natal". O bebê pesa três quilos e mede 50 centímetros. Tina ficou grávida em março através de inseminação artificial. O parto foi em 25 de novembro.

O pai, Benjamin Gibson, de 33 anos, disse estar apaixonado pela criança.

Antes deste caso, o embrião congelado mais antigo a ser implantado e ter bom resultado era um de 20 anos. /EFE

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.