Anvisa suspende implantação de selo de segurança em medicamentos

Um grupo de trabalho foi formado para avaliar medidas alternativas

Agência Brasil,

03 Março 2011 | 20h59

Brasília - A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspendeu nesta quinta, 3, a implantação do sistema de rastreabilidade de medicamentos por meio de um selo de segurança na embalagem dos remédios.

Veja também:

linkCerca de 500 remédios não poderão ser comercializados nos EUA

De acordo com nota divulgada pelo órgão, foi instituído um grupo de trabalho com o objetivo de avaliar a eficiência e a efetividade de alternativas tecnológicas disponíveis em um prazo de 60 dias.

A medida foi tomada após uma recomendação do Conselho de Ministros da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED), composto pelos ministros da Saúde, da Casa Civil, da Justiça, da Fazenda, e do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

O selo de segurança, reconhecido por leitoras óticas instaladas nas próprias drogarias, havia sido lançado em outubro de 2010. De acordo com a Anvisa, o objetivo era reduzir os riscos provocados por medicamentos falsificados, roubados, sem registro ou contrabandeados.

Pelo menos cinco entidades do setor farmacêutico já haviam se manifestado contrárias à criação do selo. Elas classificaram a medida como equivocada e adiantaram que, se mantida, provocaria um aumento médio de 2,58% nos preços ao consumidor. Para os genéricos, a alta poderia variar de 6,3% a 23,1%.

Mais conteúdo sobre:
medicamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.