Astronautas dão início a outro conserto na Estação Espacial Internacional

Primeira tentativa de conserto do sistema de refrigeração falhou

Estadão.com.br, Estadão.com.br

11 Agosto 2010 | 09h36

 

 

Os astronautas da Estação Espacial Internacional estão realizando uma caminhada espacial nesta quarta-feira, 11, para tentar novamente consertar a rachadura em uma peça quebrada do sistema de refrigeração da estação, disse a NASA, de acordo com informações da CNN.

 

Na manhã desta quarta-feira, os astronautas Douglas Wheelock e Tracy Caldwll Dyson flutuaram para fora pela segunda vez em cinco dias. A última vez que tentou remover a bomba quebrada, parte amônia tóxica vazou. Os controladores de voo criaram um novo plano para evitar qualquer vazamento mais grave.

 

Antes da caminhada, os controladores da Terra ativaram a válvula reguladora de pressão gasosa (GPRV) do circuito de nitrogênio, para reduzir a pressão geral nas turbinas do circuito A de refrigeração, que ficou inativo.

 

A redução da pressão GPRV ajudará na conexão e desconexão de outras válvulas importantes.

 

A pressão mais baixa facilitará na conexão de todas as turbinas de fluidos uma vez que a nova bomba esteja instalada, para o que será necessária uma terceira caminhada, que a NASA ainda não programou, mas que, segundo informou, "não será antes de domingo".

 

Dois astronautas tentaram no último sábado remover e substituir uma bomba de amônia que parou de funcionar em 31 de julho, disparando alarmes de alerta e desligando parte do sistema de resfriamento.

 

A caminhada espacial de sábado durou oito horas e três minutos - o sexto maior da história dos voos espaciais tripulados, disse a NASA. Mas, apesar de sua longa duração, os astronautas não conseguiram consertar a bomba.

 

A NASA diz que, sem controle, a temperatura da estação orbital que está virada para o Sol iria subir a 121 graus Celsius, enquanto os termômetros no lado escuro cairia para menos de -157 graus Celsius.

 

Mas um sistema de backup da estação espacial está mantendo-o fresco, mesmo sem a bomba de amônia, disse a Nasa.

 

Seis pessoas - três americanos e três russos - estão na Estação Espacial Internacional.

 

Os membros da tripulação da estação estão realizando mais de 100 experiências em biologia, ciências físicas, o desenvolvimento de tecnologia e ciências da terra e do espaço, de acordo com a NASA.

 

Se os austronautas não conseguirem concertar o sistema nos próximos dias, eles terão que abandonar a missão e regressar à Terra.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.