Reprodução/Globonews
Reprodução/Globonews

Atriz Lídia Mattos morre aos 88 anos no Rio de Janeiro

Internada com quadro de trombose na perna, artista foi vítima de uma pneumonia; na televisão, atuou em novelas como 'A próxima vítima', 'O bem amado' e 'Selva de pedra'

Antonio Pita, O Estado de S. Paulo

22 Janeiro 2013 | 11h36

RIO - Morreu na madrugada desta terça-feira, 22, a atriz Lídia Mattos, aos 88 anos, vítima de uma pneumonia. A atriz estava internada no Hospital Espanhol, no Centro do Rio, com quadro de trombose na perna. Lídia chegou a ser internada no hospital no final do ano passado, mas voltou para casa após alta médica. 

Segundo sua neta, a também atriz Vanessa Lóes, ela ficou internada por cerca de dez dias, mas foi liberada. Após uma semana em casa, ela voltou a se queixar da doença e retornou ao hospital para novo tratamento. O corpo de Lídia Mattos será velado a partir das 13h no Cemitério São João Batista, em Botafogo, na zona sul do Rio. O enterro está previsto para as 16h.  Ela deixa quatro filhos, sete netos e três bisnetos. 

Com carreira no cinema e TV, Lídia começou a atuar em filmes ainda adolescente, na década de 1940. Na televisão, atuou em novelas bem sucedidas como "A próxima vítima" (1995), "O bem amado" (1973) e "Selva de pedra" (1972). Nas telonas, seu maior destaque foi a premiação no Festival de Gramado, em 2000, como melhor atriz coadjuvante no filme "Eu Não Conhecia Tururu". 

Mais conteúdo sobre:
lídia mattos, morreu, atriz

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.