Brasileiro com cobras na cueca leva multa de US$400 em Miami

Condenado por contrabando de animais, homem também deverá cumprir dois anos de condicional e será deportado

Reuters

14 Setembro 2011 | 17h34

MIAMI - Um brasileiro que foi flagrado no aeroporto de Miami com 10 filhotes de cobras e tartarugas escondidos na cueca e nos bolsos foi multado em 400 dólares por um juíza norte-americana nesta quarta-feira, 14.

Simon Turola Borges, de 30 anos, estava detido desde o incidente de 25 de agosto. Ele reconheceu ser culpado de contrabando e foi condenado pela juíza Patricia A. Seitz a dois anos de liberdade condicional e uma multa de 400 dólares. Além disso, ele será deportado.

Promotores disseram que Borges inicialmente negou que tinha algo escondido em suas calças quando agentes da administração de segurança no aeroporto o levaram para uma revista após ele ter passado pelo scanner corporal enquanto se preparava para viajar ao Brasil no mês passado.

"Posteriormente, ele foi solicitado a esvaziar os bolsos de sua calça cargo, e tirou dois filhotes de píton enrolados em meia-calças de nylon", disseram os promotores em comunicado.

Quando ele foi solicitado a retirar qualquer objeto estranho da região de sua virilha, "Borges abaixou sua cueca e retirou duas meias-calças de nylon com várias cobras e tartarugas", acrescentou a promotoria pública da Flórida em comunicado.

Os animais apreendidos, todos com apenas semanas de nascidos, eram sete cobras pítons de diferentes espécies e três tartarugas.

Todas as criaturas são protegidas por convenções internacionais que restringem o comércio de animais sem permissões especiais.

A juíza ordenou que a multa seja destinada ao Museu da Ciência de Miami para ajudar a proteger répteis.

Mais conteúdo sobre:
Brasileiro cobra cueca multa Miami Vida

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.