1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Chuva de meteoros será visível na noite desta terça-feira

Júlia Marques - O Estado de S. Paulo

29 Julho 2014 | 20h 13

Fenômeno acontece quando Terra atravessa cauda de cometa; intensidade é maior longe das luzes da cidade e da poluição

Na noite desta terça para quarta-feira, 30, uma chuva de meteoros será visível, especialmente no Hemisfério Sul. Trata-se da Delta Aquarídeas do Sul, uma chuva de partículas consideradas pequenas. De acordo com a agência espacial norte-americana (Nasa), na fase mais intensa, poderão ser vistos de 15 a 20 meteoros por hora. 

O céu mais escuro, propiciado pela lua nova, vai ajudar com que até mesmo os meteoros fracos brilhem mais intensamente. As partículas poderão ser vistas a qualquer momento após o escuro completo, sendo mais fácil visualizar nas duas horas antes do amanhecer.

Reuters
Chuva de meteoros no sul da Inglaterra, em 2010

A Delta Aquarídeas do Sul é uma chuva de meteoros que ocorre todos os anos entre meados de julho e agosto. O chefe da Divisão de Atividades Educacionais do Observatório Nacional, Carlos Veiga, explica que o fenômeno acontece quando a Terra atravessa a cauda de um cometa. "Essa poeira suspensa no espaço entra na atmosfera terrestre e faz combustão com o oxigênio, se tornando brilhante", explica. Ele também esclarece que as chuvas brilhantes não oferecem nenhum tipo de perigo. 

Para ver o espetáculo, ao contrário do que se pensa, não é recomendável equipamentos. Segundo Veiga, os telescópios ou binóculos potentes aproximam tanto o céu que não é possível visualizar o fenômeno. Ele também alerta que é preciso procurar um lugar escuro, longe das luzes da cidade, e com menos poluição. "Na Avenida Paulista, infelizmente, ninguém vai ver meteoro", brinca. 

A Nasa transmitirá o fenômeno ao vivo, do Centro Espacial Marshall, em Huntsville, no Alabama. / COM AGÊNCIAS INTERNACIONAIS