REUTERS/Jonathan Brecko
REUTERS/Jonathan Brecko

Cientistas chineses criam maior inseto do mundo, com 64 cm

Bicho-pau foi gerado a partir do ovo da antiga detentora do recorde, uma fêmea de 62 centímetros

Agência EFE

10 Agosto 2017 | 10h24

XANGAI - Um grupo de cientistas da China conseguiu criar o maior inseto do mundo, um bicho-pau de 64 centímetros de comprimento que superou sua mãe em tamanho, a qual detinha o recorde anterior.

De acordo com um comunicado divulgado na noite de terça-feira, 8, pela agência oficial de notícias Xinhua, o espécime de Phryganistria Chinensis foi desenvolvido no Museu de Insetos da China Ocidental (IMWC, sigla em inglês) de Chengdu, em Sichuan, no noroeste do país.

O curador do museu, Zhao Li, descobriu a mãe do inseto (que chegou a medir 62,4 centímetros) durante uma inspeção de campo na Região Autônoma Zhuang de Guangxi, no sul da China, em 2014.

Zhao levou o inseto de volta ao IMWC, onde a fêmea colocou seis ovos, entre eles o que gerou o indivíduo que agora ostenta o recorde de maior do mundo.

Na China, os bichos-pau só são encontrados em Guangxi, segundo explicou Zhao. Esse tipo de inseto consegue se disfarçar entre galhos e folhas de árvores.

Mais conteúdo sobre:
Natureza

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.